Itu: onde tamanho é documento

A cidade de Itu (SP) ficou conhecida como a “Cidade dos Exageros”, devido ao tamanho das coisas. O Orelhão de Itu é um requisitado ponto turístico da região e um dos responsáveis pela fama da “cidade onde tudo é grande”. Foi cedido pelo ex-ministro das Comunicações, Higino Corsetti, que ao ser homenageado com um banquete na cidade, encerrou seu discurso com as seguintes palavras: “O Brasil é grande, mas eu sei que Itu é maior”. Então a Telesp aproveitou as palavras do ex-ministro e instalou na praça da matriz um “orelhão à altura”.

Com mais de 400 anos, até hoje é um dos municípios mais importantes do Brasil, com sua história e fama, que ajudou a tornar o país uma República. Itu já foi a cidade mais rica do estado, sendo famosa por nela residirem muitos Barões do Café e autoridades importantes do País e referencia nacionalmente pela grande produção de pão, trigo, perfume, açúcar, pôneis, milho, gatos, burros, seu patrimônio histórico, artístico, arqueológico e natural.

Além de várias lojas com uma enorme variedade de objetos gigantes, que vão desde cotonetes e notas de dinheiro, até martelos e grandes canetas – a loja “O Gigantão” é uma das opções – Itu também conta com outras atrações turísticas:

Casa Imperial, Cruzeiro de São Francisco, Chácara do Rosário/Casa Bandeirista, Cidade das Crianças, Fazenda das Pedras, Espaço Cultural Almeida Júnior, Estrada-Parque, Fábrica São Luiz, Fazenda Maeda, Igrejas, Museu Republicano Convenção de Itu, Orelhão e Semáforo, Parque do Varvito, Praça Padre Miguel e centro histórico, Regimento Deodoro.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *